Bando faz reféns nas Casas Bahia e é preso

Ladrões pretendiam levar R$ 500 mil em produtos de loja em SP, mas funcionário ligou para o 190

William Cardoso, de O Estado de S.Paulo,

29 Abril 2012 | 20h50

Uma quadrilha foi surpreendida pela polícia neste domingo depois de fazer 20 reféns em uma loja das Casas Bahia na Avenida Jabaquara, no bairro de Mirandópolis, na zona sul de São Paulo. Os ladrões pretendiam levar R$ 500 mil em produtos eletrônicos, mas parte do bando foi presa depois que um funcionário conseguiu ligar para o 190. Ninguém ficou ferido.

 

O assalto aconteceu por volta das 9h30 e durou cerca de 15 minutos. Três ladrões, dois deles armados, renderam os funcionários que chegavam para trabalhar. Um dos vendedores conseguiu escapar do cerco e, no banheiro, ligou para a Polícia Militar.

 

As portas da loja estavam fechadas e os policiais ouviram pessoas desesperadas do lado de dentro. "Quando chegamos, escutamos uma gritaria. Os funcionários choravam bastante, estavam assustados", afirmou o cabo Edson Pereira Cândido, do 3º BPM.

 

Os policiais entraram na loja e encontraram um dos ladrões com um revólver calibre 38 apontado para uma das funcionárias. Depois de uma rápida negociação, Renato Escovedo Leandro Silva, de 21 anos, colocou a arma sobre um sofá e se entregou.

 

Outros dois ladrões foram pegos quando tentavam escapar da polícia. Kelvin Araújo Barros, de 20, e Renato Soares de Oliveira, de 30, pulavam o muro dos fundos da loja com uma sacola cheia de celulares, tablets e notebooks e foram rendidos pelos policiais. O último era procurado pela Justiça por roubo.

 

Segundo a PM, pelo menos outros três integrantes da quadrilha davam cobertura do lado de fora da loja. Eram os motoristas de dois Doblòs e de um Tempra, que seriam usados para levar os produtos eletrônicos. Eles conseguiram fugir quando perceberam a chegada dos policiais.

 

Dentro da loja, os bandidos já tinham separado em caixas e sacolas cerca de R$ 500 mil em produtos eletrônicos. Segundo a PM, a quadrilha é de Mauá, no ABC Paulista. O caso foi registrado no 16º Distrito Policial (Vila Clementino), para onde foram levados os ladrões. 

Mais conteúdo sobre:
Assalto Casas Bahia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.