Bando invade casa na Vila Mariana e PM mata ladrão

Quatro criminosos mantiveram três pessoas da mesma família reféns; dois bandidos conseguiram fugir de cerco policial com R$ 550

Daniela do Canto e Felipe Grandin, O Estadao de S.Paulo

13 de janeiro de 2009 | 00h00

Um ladrão morreu, outro foi baleado e um policial militar também ficou ferido durante assalto na noite de anteontem a uma casa na Vila Mariana, zona sul de São Paulo. Outros dois suspeitos fugiram com R$ 550. O crime ocorreu às 22 horas, quando quatro assaltantes invadiram uma casa na Rua Carlos Petit. Com um revólver 38 e uma arma de brinquedo, eles renderam três moradores: um comerciário, de 62 anos, a mulher, de 60, e a filha, de 26. Os ladrões amarraram e amordaçaram a família e recolheram joias, celulares, dinheiro e a chave de um Ford Fiesta.Avisados pelos vizinhos, policiais militares chegaram ao local por volta das 23 horas e foram recebidos pela dona da casa. Enquanto ela abria a porta, os ladrões tentavam fugir pelos fundos, pulando sobre telhados das casas vizinhas. Um quarto assaltante, que aguardava em um carro ao lado de fora, fugiu. "Quando fomos fazer a varredura, fomos recebidos a tiros e revidamos", contou o tenente da PM Sol Reys. Segundo ele, o assaltante Adelmo Gomes de Oliveira, de 21 anos, foi o primeiro a ser atingido. Socorrido no Hospital São Paulo, não resistiu. Outro suspeito, Alexandre Alves dos Santos, de 20 anos, foi preso já ferido em uma casa na esquina das Ruas Joaquim Távora e Gregório Serrão. Levado ao Pronto-Socorro Vergueiro, foi liberado às 7h30 de ontem.Durante a ação, um policial despencou do telhado e machucou um dos ombros. Até ontem à tarde estava internado para observação no Hospital Cruz Azul. Um helicóptero Águia da PM sobrevoou a região do assalto até 0h10, mas não encontrou os fugitivos. Pouco antes da 1 hora, um homem foi visto por vizinhos pulando de cima de uma casa, na Rua Gregório Serrão, e fugindo a pé. Ele estava coberto por um cobertor, abandonado no local. Policiais tentaram encontrá-lo, mas não tiveram sucesso. "Esse cobertor estava no varal. Acho que o ladrão ficou escondido debaixo da minha caixa d?água enrolado nele, se passando por uma trouxa de roupas sujas. Deve ter esperado tudo acalmar para depois fugir", arriscou o dono da casa, que não quis se identificar. A polícia apreendeu um revólver calibre 38, uma arma de brinquedo, uma touca ninja, um radiocomunicador, uma máscara e um par de luvas. O caso foi registrado no 6º Distrito Policial (Cambuci). Até a tarde de ontem, a polícia não tinha identificado os suspeitos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.