Bando resgata três presos em Recife, dando fuga a mais 20

Fortemente armados, oito homens fingiram escoltar um preso e conseguiram resgatar, neste sábado, três detentos que cumpriam pena por homicídio, assalto e formação de quadrilha na Penitenciária Regional do Agreste, em Canhotinho, a 199 quilômetros do Recife.Seis deles estavam vestidos como policiais militares, um usava túnica de agente penitenciário, e o outro fazia o papel de presidiário. Eles renderam a guarda e abriram todas as celas do pavilhão H, onde se encontravam 90 pessoas, à procura dos irmãos Rômulo César Carvalho Costa, 34 anos, e Marcos Paulo Costa Carvalho, 30, e o seu primo Gérson Venâncio Bezerra, 30, que levaram em uma Besta azul. A ação permitiu a fuga de outros 20, dos quais quatro voltaram espontaneamente e outros quatro foram recapturados neste domingo.De acordo com o superintendente do Sistema Penitenciário de Pernambuco (Susipe), coronel PM Geraldo Severiano, homens da operação Paz na Estrada, e da Companhia Independente de Operações na Caatinga (Ciosac) estão empenhados na recaptura dos fugitivos e dos que os libertaram. A Besta utilizada na fuga foi encontrada abandonada em município próximo de Angelim.O presídio de Canhotinho abrigava 482 presos. Seis homens faziam a segurança no momento do resgate. O grupo não causou desconfiança ao chegar ao presídio, informando que estava transferindo um preso para aquela unidade. O elemento surpresa facilitou o domínio da situação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.