Bando sequestra mulher perto de DP

Ação ocorreu em Pinheiros; 2 criminosos morreram e 1 foi preso

DANIELA DO CANTO e FELIPE ODA, O Estadao de S.Paulo

11 de junho de 2009 | 00h00

Uma arquiteta foi vítima de sequestro relâmpago no fim da noite de anteontem a 200 metros do 14º DP, em Pinheiros, zona oeste de São Paulo. O crime terminou após perseguição com a polícia na madrugada de ontem. Dois criminosos foram mortos e um preso. Outros dois fugiram.Às 23h de anteontem, a arquiteta J.F., de 35 anos, estacionava seu carro, um Honda Fit, na Rua Deputado Lacerda Franco, quando foi abordada pelos bandidos. Uma testemunha viu a ação do grupo e teria acionado a polícia. Enquanto isso, os criminosos obrigaram a arquiteta a dirigir até um caixa eletrônico e efetuar saques. Segundo a Secretaria da Segurança Pública, durante o trajeto a vítima teria sido agredida pelo bando. À meia-noite, policiais da Força Tática do 16º Batalhão da PM avistaram, em um acesso à Marginal do Pinheiros, um carro semelhante ao da arquiteta e começaram a persegui-lo. Ao tentar escapar, os criminosos bateram contra outro carro e também atingiram um poste. Eles desceram do veículo e continuaram a fuga a pé. J.F. foi levada ao Hospital Albert Einstein, onde permanece internada com fratura no ombro. A SSP não informou se a vítima se feriu no acidente ou com as agressões dos sequestradores. Jeferson Macedo Carvalho, de 19 anos, foi preso logo após a batida de carro. A PM encontrou o resto do bando na Rua Manoel Roman de Andrade. Houve troca de tiros. De acordo com o boletim de ocorrência, registrado no 89º DP (Taboão da Serra), os quatro atiraram contra os policias, que revidaram os disparos. Dois bandidos foram baleados e encaminhados ao PS de Campo Limpo, mas não sobreviveram. Com os criminosos foram apreendidos dois revólveres calibre 38 e R$ 527.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.