Bando usa reféns para assaltar 2 agências do Banespa

A quadrilha que assaltou duas agências do Banespa, na manhã de hoje,em São Paulo, soltou as três reféns, mãe e duas filhas de 12 e 14 anos, por volta de 10h30. De acordo com a Polícia Civil, o assalto fez parte de uma grande operação que envolveu, pelo menos, quatro carros. Os assaltantes abordaram a mãe, que é funcionária da agência Banespa do Butantã, enquando levava as duas filhas à escola. Eles teriam, em seguida, invadido o banco, mas ainda não foi confirmado se os bandidos conseguiram levar algum dinheiro. Ao mesmo tempo, outra parte da quadrilha invadiu uma agência do Banespa que fica no interior do Ceagesp, no bairro Jaguaré, na zona oeste da capital, para ameaçar o pai da família seqüestrada, gerente da agência, conhecido como Lourival.Após negociações, os bandidos fugiram com uma quantia ainda não divulgada de dinheiro.As polícias Militar e Civil, que acompanharam a ocorrência, não chegaram a interferir na ação dos bandidos e a negociação foi toda feita pelas vítimas. Após o fim do assalto, a mãe foi deixada no Morumbi, zona sul da capital, e as duas filhas foram encontradas na Rua Teodoro Sampaio, em Pinheiros, zona oeste da capital. Ninguém ficou ferido. A polícia agora procura por quatro carros: um Fiesta vinho, um Logus preto, um Monza vinho e uma Parati azul, pertencente ao gerente da agência do Ceagesp.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.