Bando usa uniforme da Sky para invadir casa

Dias antes, família havia pedido serviço de manutenção da empresa

Josmar Jozino, O Estadao de S.Paulo

26 Agosto 2009 | 00h00

Camisas da Seleção Brasileira e do Santos, autografadas por Pelé, estão entre as relíquias roubadas no último dia 20 da casa de um empresário - parente de um apresentador de TV - no Jardim Europa, zona sul de São Paulo. Cinco assaltantes entraram na residência, na Rua Polônia, disfarçados de técnicos da Sky. Dias antes do crime, a família havia solicitado os serviços de manutenção da empresa de TV a cabo. Os criminosos fugiram levando joias, dinheiro e um Volvo. Até ontem, ninguém havia sido preso. O roubo teve início às 9h50. O empresário já havia saído de casa. Dois assaltantes se identificaram ao caseiro como funcionários da Sky. Segundo a Polícia Civil, ambos portavam roupas, crachá e documentação com ordem de serviço da empresa. No dia anterior ao crime, empregados da casa receberam uma ligação que comunicava a visita dos técnicos. A família, no entanto, estranhou o fato de não ter sido informado o número de protocolo de atendimento. O caseiro foi orientado a não permitir a entrada dos técnicos e também a acionar a empresa responsável pela segurança do imóvel. Porém, ao verificar a identificação dos dois homens, o caseiro liberou a entrada e indicou o local onde estavam os aparelhos para manutenção. A dupla anunciou o assalto. A mulher do empresário e os empregados foram rendidos e trancados na cozinha. Um dos ladrões afirmou que acompanhava havia alguns dias a rotina da família. Um dos homens, portando um rádio, acionou mais três integrantes do bando. Todos entraram na casa e estavam armados. Os assaltantes recolheram joias e dinheiro dos dois cofres da casa. Ninguém ficou ferido. Os assaltantes fugiram no Volvo prata da família. A Sky informou que não vai se manifestar sobre o caso. O Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic) investiga o roubo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.