Bangu 3: em vez de conversa com o secretário, agressões

A dona- de-casa Sandra Luzia Silva Freire, de 37 anos, tia do refém Rafael Batista, foi a primeira a apanhar do comandante do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope), coronel Fernando Príncipe. Ela foi arrastada, levou chutes e teve a cabeça batida contra a parede. Depois que Sandra foi atacada, outros policiais militares agrediram outros parentes de reféns que faziam um protesto pacífico, desde as 11 horas. Eles fechavam metade da rua que dá acesso ao complexo. Policiais do Grupamento Especial Tático Móvel da PM negociavam com as pessoas a liberação do tráfego, quando Príncipe chegou, desceu do carro e liderou a agressão. ?O secretário Astério Pereira dos Santos disse que viria conversar com a gente, mas mamdou a polícia para nos espancar?, disse Sandra chorando muito. Ela tem cortes e hematomas na perna esquerda. O cinegrafista da TV Record Carlos Edurado Belardo também foi agredido e teve a câmera danificada. A costureira Susan de Oliveira Viegas, de 21 anos, que tem dois irmãos e um tio como reféns, recebeu uma gravata de um PM e também foi arrastada. ? Tudo o que eu quero são meus irmãos e meu tio de volta. Só recebi desrespeito e humilhação. Que governo é esse?? Há pelo menos quatro parentes de reféns detidos e o auxiliar Rogério Roberto da TV Bandeirantes na parte interna do complexo.Para ler mais sobre a rebelião em Bangu 3: » PM agride parentes de reféns de Bangu 3 »Médica acusa governo do Rio de protelar fim de rebelião »Rebelião em Bangu 3 entra no quarto dia » Rebelados de Bangu 3 estariam tentando cavar um túnel » Do lado de fora de Bangu 3, parentes esperam por notícias » No terceiro dia da rebelião, recomeçam as negociações » Mais um refém é libertado em Bangu 3 » Rebelados de Bangu 3 liberam apenas quatro reféns » Tensão cresce em Bangu. Reféns entram em desespero. » Situação em Bangu 3 é insuportável, dizem refém, pelo celular » Retomadas as negociações em Bangu 3 » Governo do Rio suspende negociações com presos de Bangu 3 » Presos não conseguirão fugir, diz secretário » Operadoras prometem bloquear celulares na área de Bangu

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.