Barco à deriva com 25 imigrantes e 2 brasileiros é resgatado no MA

Os estrangeiros são de cinco nacionalidades africanas; grupo desembarcou no cais de São José de Ribamar, na Grande São Luís

O Estado de S.Paulo

20 Maio 2018 | 13h51

SÃO PAULO - Um barco pesqueiro com 27 pessoas, a maioria imigrante, que ficou à deriva em alto mar, foi resgatado na noite deste sábado, 19, na cidade de São José de Ribamar, na Grande São Luís. A Polícia Federal investiga se o transporte do grupo está associado à alguma prática criminosa.

Segundo o governo do Maranhão, havia dois brasileiros e 25 africanos, de cinco nacionalidades: Senegal, Nigéria, Guiné, Serra Leoa e Cabo Verde. O grupo desembarcou no cais de São José de Ribamar, após operação conjunta com a Marinha e a PF. Atendidos em uma unidade médica, eles apresentava quadro de desidratação.

"As primeiras providências foram tomadas ainda no Cais de São José de Ribamar, onde foram realizados os primeiros atendimentos médicos e servidas refeições", diz o governo do Maranhão, em nota. "A equipe multidisciplinar do Centro Estadual de Apoio às Vítimas (Ceav) também esteve prestando apoio psicológico."

A PF também avalia a situação jurídica dos resgatados, afirma a nota. Após liberação médica, o grupo foi encaminhado para o Ginásio Costa Rodrigues, na capital São Luís. "Seguem assistidos pela Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), em caráter temporário, até que os procedimentos realizados pela Polícia Federal sejam finalizados", diz o governo.

Mais conteúdo sobre:
Migração Maranhão [estado]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.