Barco partiu de Belém com lotação regular, diz Capitania

A Capitania dos Portos de Manaus (AM) informou na noite desta quarta-feira que o barco D. Luiz XV saiu daquela cidade sem estar superlotado e que os problemas de excesso de passageiros começaram no porto de Santarém, no Pará, e em outros locais onde o barco ancorou. O Capitão dos Portos do Pará, Jaerte Bazyl, considerou a superlotação no barco uma "atitudecriminosa" do comandante e disse que ele pode ser indiciado por homicídio culposo, mas adiantou que isso vai depender da conclusão do inquérito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.