Barroca Zona Sul desfila já com dois pontos a menos

A Barroca Zona Sul, primeira escola a desfilar no segundo dia no sanbódromo do Anhembi, entrou na pista às 22h30. Sob uma chuva fina e intermitente, o enredo que fala das religiões e exalta a liberdade de expressão conseguiu fazer o público vibrar. A escola sofreu, entretanto, com dois buracos na harmonia, que se formaram logo após os carros alegóricos.Uma ala das religiões orientais, com muitos descendentes de japoneses, e uma de retirantes, com nordestinos carregando malas, foram osdestaques da agremiação, além de muitas mulheres bonitas. Um dos destaques foi a personal trainner Solange Frasão, que desfilou como madrinha da bateria. Ela disse que nem sentiu a chuva. ?É a primeira vez que desfilo embaixo de chuva, mas valeu porque o desfile foi lindo?. Ainda nesta madrugada, por volta das 3 horas, ela entra novamente na passarela desfilando pela Império da Casa Verde. Por um erro que o presidente da Barroca Zona Sul, Luiz Paulo dos Santos, classificou de ?primário da diretoria?, a escola já entrou no sambódromo com dois pontos a menos. A agremiação perdeu o prazo de entrega da pasta com o samba-eneredo para os jurados. ?Mas isso nos motivou ainda mais e mostramos tudo aquilos que tentamos no ano passado e não conseguimos?, diz. ?No ano passado, saímos da avenida chorando de tristeza. Neste ano, choramos de emoção.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.