Barroso se solidariza com famílias de desaparecidos do Airbus

Presidente da Comissão Europeia enviou também "mensagens de apoio" para Lula e Sarkozy

Efe,

02 de junho de 2009 | 05h07

O presidente da Comissão Europeia (CE), José Manuel Durão Barroso, transferiu suas condolências e "solidariedade" aos familiares dos 216 passageiros e 12 tripulantes desaparecidos na segunda-feira no voo da Air France que fazia a rota entre Rio de Janeiro e Paris.

 

Veja também:

lista Todas as notícias sobre o voo 447

lista Lista de brasileiros que estavam no voo

Voo 447 reportou pane antes de desaparecer dos radares

Conheça o Airbus A330 desaparecido no trajeto Rio-Paris  

blog Acompanhe a cobertura pelo blog Tempo Real

som Podcast: Especialista não tem dúvidas de que avião da Air France caiu no mar

som Podcast: Coronel da FAB fala sobre o desaparecimento do avião da Air France

especial Cronologia dos piores acidentes aéreos dos últimos dez anos

mais imagens Veja Galeria de fotos

especial Anac monta sala no Galeão para familiares; veja telefones de contato

video TV Estadão: Especialista fala sobre o acidente

Airbus pode ter sido atingido por raio durante tempestade

Voo 447 pode ter tido problemas em zona intertropical

 

Barroso enviou ainda "uma mensagem de apoio" ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a seu colega francês, Nicolas Sarkozy.

 

O presidente da CE afirmou que a notícia sobre o desaparecimento do avião lhe causou "emoção", já que provocou "um enorme sofrimento nos dois lados do Atlântico".

 

Segundo os dados fornecidos pela Air France, entre os ocupantes do avião havia 61 franceses, 58 brasileiros, 26 alemães, nove chineses, nove italianos, seis suíços, cinco britânicos, cinco libaneses, quatro húngaros, três eslovacos, três noruegueses, três irlandeses, dois americanos, dois espanhóis, dois marroquinos e dois poloneses.

 

A lista se completa com um cidadão de cada um dos seguintes países: África do Sul, Argentina, Áustria, Bélgica, Canadá, Croácia, Dinamarca, Islândia, Estônia, Gâmbia, Holanda, Filipinas, Romênia,Rússia, Suécia e Turquia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.