Battisti terá pedido de refúgio analisado

Condenado à prisão perpétua na Itália por quatro homicídios e outros crimes, o italiano Cesare Battisti será ouvido pelo Comitê Nacional para os Refugiados (Conare). Preso em 18 de março de 2007, no Rio, o italiano diz ser refugiado político. Ele aguarda o julgamento no Supremo Tribunal Federal do pedido feito pelo governo italiano para sua extradição. Se for concedido o refúgio, a extradição poderá ser rejeitada. Battisti será transferido da Superintendência da Polícia Federal para o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.