Bêbado mata dono do bar. Ele queria mais uma dose

Por volta das 19h desta quarta-feira, o comerciante José Carlos de Souza, de 46 anos, foi atingido por três tiros disparados por um de seus clientes, o vigilante Alberto Alves dos Santos, de 35. Mesmo levado ao Pronto-Socorro do HospitalSão Luiz Gonzaga, no Jaçanã, a vítima não resistiu e morreu.O crime ocorreu no bar de Souza, localizado na Travessa Nossa Senhora da Piedade, em Vila Zilda, zona norte da capital paulista. Segundo testemunhas, o vigilante, já bêbado, ficou irritado ao pedir mais uma dose de pinga e receberum "não" do comerciante. Armado, o vigilante, conhecido na região como "Forasteiro", não exitou em atirar contra o dono do estabelecimento. O assassino está foragido. Nem vítima nem bandidopossuem antecedentes criminais segundo policiais do 73º Distrito, do Jaçanã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.