Bebê anencéfala deverá sair do hospital na quarta-feira

A bebê Marcela de Jesus Ferreira, que nasceu com anencefalia (sem cérebro) e completará cinco meses na sexta-feira, 20, deverá ter alta hospitalar nesta quarta-feira e, pela primeira vez, ser cuidada numa residência. A pediatra Márcia Beani Barcellos disse que a parte médica da menina está "excelente" e que só depende da parte burocrática para a saída da Santa Casa de Patrocínio Paulista, na região de Ribeirão Preto. Marcela já tem 4,96 quilos e 58 centímetros. A ida de Marcela para a casa da família Ferreira, no bairro Marumbé, que estava alugada e foi desocupada na semana passada, poderia ter ocorrido na segunda, mas houve atraso na entrega dos móveis comprados. Para que não tenha nenhuma surpresa, o provedor da Santa Casa, Emílio Bertoni, disse que uma assistente social da prefeitura irá visitar a residência na manhã de quarta. Se tudo estiver em ordem, em condições de Marcela chegar e ser cuidada com todo o carinho, ela e a mãe Cacilda Galante Ferreira sairão do hospital, onde estão desde 20 de novembro do ano passado. O berço da menina já está na residência. Cacilda já testou o concentrador de oxigênio elétrico, que purifica o ar ambiente e que o leva à menina por um capacete. Esse aparelho irá substituir os enormes cilindros de oxigênio, que são caros e usados em tempo limitado. A menina estará, também, a cerca de um quilômetro do hospital, para qualquer caso de emergência. O marido de Cacilda, Dionísio, e as outras duas filhas, continuarão morando no sítio, a 18 quilômetros da cidade.

Agencia Estado,

17 Abril 2007 | 17h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.