Bebê brasileiro de 29 dias é seqüestrado nos EUA

A comunidade brasileira de Fort Myers, na Flórida, lançou uma campanha para achar o bebê brasileiro Brayn dos Santos Gomes, de 29 dias, que foi seqüestrado dos braços da mãe no dia 1 de dezembro. Brayn é o único filho dos mineiros Jurandir Gomes da Costa e Maria de Fátima Ramos dos Santos. Os dois são imigrantes ilegais e estão no país há um ano e seis meses. Jurandir é operário em construção civil e o casal mora em um trailer. Na sexta-feira, Fátima estava andando com seu filho nos braços junto com uma amiga brasileira e sua filha de um ano, Júlia. Uma mulher em uma caminhonete preta parou e pediu informações, em espanhol. Fátima e a amiga concordaram em levar a mulher até o endereço procurado. Chegando ao endereço, a mulher parou o carro e puxou uma faca, exigindo que Fátima deixasse Brayn no carro. A amiga de Fátima escapou com seu bebê. A polícia acionou a equipe especial de raptos de crianças para investigar o caso. Investigadores acreditam que a mulher planejou cuidadosamente o rapto, porque ela já tinha uma cadeira de bebê e um saco de fraldas dentro do carro. Há suspeitas de que a mulher tenha perdido um bebê recentemente ou talvez queira ter filhos, mas não possa. Folhetos com a foto do menino foram distribuídos por estabelecimentos de Fort Myers. Segundo Tânia Cardoso, dona do jornal da comunidade brasileira da região, Momento Brasileiro ,os pais estavam muito abalados e ainda não tinham conversado com ninguém. Eles passaram a tarde de ontem na polícia local para fazer o retrato falado da suspeita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.