Bebê dado como morto chora em funerária, volta a UTI e morre

Segundo hospital de Araxá (MG), criança nasceu com poucos sinais vitais; polícia investiga caso

Marcelo Portela, O Estado de S. Paulo

03 Agosto 2011 | 09h13

BELO HORIZONTE - Um bebê prematuro que já havia sido dado como morto mas retornou da funerária para o hospital após chorar não resistiu e morreu na madrugada desta quarta-feira, 3. A menina, que nasceu após seis meses de gestação, estava internada no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) neonatal do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), em Uberlândia, mas teve falência múltipla de órgãos durante a madrugada.

 

A criança foi declarada morta pouco após nascer na Santa Casa de Araxá, na região do Alto Paranaíba, em Minas, na tarde de terça-feira, e foi encaminhada para uma funerária. Porém, quando o corpo era preparado para o enterro, a criança começou a chorar e foi encaminhada novamente para o hospital.

 

No entanto, a criança tinha dificuldade para respirar e, como a Santa Casa de Araxá não tem CTI neonatal, a menina teve que ser transferida para Uberlândia. Mesmo com cuidados especializados, o bebê, filho de uma adolescente de 14 anos, não resistiu. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico-Legal (IML) da cidade.

 

Atualizada às 10h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.