Bebê de 5 meses é extraditada da África do Sul ao Brasil

O bebê Kimberly Victoria Maria da Silva Pereira, de cinco meses, praticamente não chora e não incomoda a avó Maria Aparecida Barbosa. A menina chegou ao Brasil quarta-feira (08) em Franca, na região de Ribeirão Preto, após ter sido extraditada da África do Sul, depois que sua mãe, Fabiana da Silva, de 27 anos, foi presa em Johannesburgo com posse de drogas. A mãe foi detida em outubro de 2005 com cápsulas de cocaína no estômago. Ela viajou no dia de seu aniversário, foi pega cinco dias depois e condenada a oito anos de prisão por tráfico internacional. A avó Maria Aparecida, que cuida de outra filha de Fabiana (que tem um menino sob os cuidados do pai), sem recursos financeiros, lutou desde o nascimento de Kimberly para trazê-la ao Brasil, senão o bebê iria para a adoção na África do Sul. Uma brasileira, que mora lá, conseguiu doações de sua igreja evangélica, e trouxe Kimberly, que ficou com Fabiana, na cadeia, até o quarto mês de vida. A avó cria a neta, mas está preocupada, porque pode ser despejada da casa onde mora, no Conjunto Habitacional Parque do Horto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.