Bebê de Campinas tem alta de hospital

O menino de um ano, atirado contra o pára-brisa de um carro em movimento pelo pai, Alexandre Alvarenga, teve alta nesta terça-feira, às16h30, da enfermaria pediátrica do Hospital Municipal Mário Gatti, em Campinas. A Assessoria de Imprensa do Hospital informou que o meninofoi levado pelos avós maternos. De acordo com o boletim médico, o bebê apresentava estado neurológico regular. Os médicos prescreveram a continuidade de fisioterapia nos membros direitos, parcialmente paralisados. Eles ainda não sabem se a paralisia poderá ser revertida com tratamento fisioterápico ou se será uma seqüela permanente. De acordo com os médicos, as seqüelas serão melhor verificadas entre seis meses e dois anos. O menino ficará com a irmã, de seis anos, na casa dos avós maternos. O avô das crianças, Santo Otávio Rosolen, explicou que a avó paterna éviúva e já tem uma filha de 27 anos deficiente mental para cuidar, e ficou acertado que os avós maternos ficariam com a guarda provisória dos dois netos.Alvarenga está preso em Hortolândia, acusado de dupla tentativa de homicídio. A mulher, Sara Maria, permanece detida na cadeia feminina deValinhos, sob acusação de participação nos dois crimes. No dia 2 deste mês, Alvarenga atirou o filho contra um carro em movimento e bateu várias vezes a cabeça da filha contra uma árvore. O depoimento do casal está marcado para o dia 26.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.