Bebê de três dias é abandonado em estacionamento no Rio

Um bebê de apenas três dias foi abandonado na noite de terça-feira no estacionamento do Hospital São Lourenço, em Bangu, na zona oeste. A mãe da menina, Simone Pereira da Silva, de 32 anos, arrependeu-se e, ao voltar para recuperar a criança, foi presa. Ela foi libertada na tarde de hoje, depois de pagar R$ 500 de fiança, e responderá a processo por abandono de incapaz (pena de três anos de prisão). A filha de Simone está sob a custódia do Juizado da Infância e Juventude. Simone teve a filha numa maternidade em Mesquita, na Baixada Fluminense, e recebeu alta às 17 horas de terça. Em vez de seguir para casa, ela pegou o primeiro ônibus que passou, perambulou pelas ruas de Bangu, bairro que não conhecia, e deixou a criança, enrolada num cobertor, próxima a um carro na garagem do hospital. A técnica em enfermagem Elaine de Oliveira Souza viu da janela do 5.º andar o momento em que a menina foi abandonada e acionou a portaria. A criança foi internada na UTI neonatal e passa bem. Pouco depois, Simone voltou ao hospital. Foi presa por dois policiais militares. "Ela disse que estava em depressão por estar desempregada e separada dos pais de seus filhos. Ela tem cinco filhos de um relacionamento anterior. Esse é o sexto", disse a delegada da 34.ª DP (Bangu), Márcia Julião. De acordo com a delegada, o pai da criança, o entregador Marcelo da Silva, foi surpreendido com a informação de que a filha havia sido abandonada pela mãe. "Ele não sabia de nada. Visitou a menina após o nascimento e estava trabalhando, quando soube que Simone estava presa", contou a delegada. A Assessoria de Imprensa do Juizado da Infância e Juventude ainda não informou sobre o destino da menina.

Agencia Estado,

08 Fevereiro 2006 | 18h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.