Bebê é seqüestrado em posto de saúde do interior de SP

Um bebê de dois meses e seis dias, do sexo masculino, foi seqüestrado hoje, enquanto a mãe aguardava atendimento na fila de um posto de saúde, em Itu, região de Sorocaba. A dona de casa Alessandra Ferreira Pereira, de 20 anos, contou à Polícia que uma mulher se ofereceu para segurar a criança, enquanto ela entrava no sala do médico para uma consulta. A mulher seria a próxima na fila de atendimento. Quando saiu da sala, Alessandra constatou que a desconhecida tinha sumido, levando a criança. Ela foi levada para o Instituto de Criminalística de Sorocaba para fazer um retrato falado da seqüestradora. Segundo a descrição, a mulher tem cabelos castanhos, idade entre 25 e 30 anos e cerca de 1,70 de altura. O retrato falado será divulgado hoje. Uma testemunha disse ter visto uma mulher com as características da seqüestradora subindo em um automóvel Tempra, nas proximidades do posto de saúde, com uma criança no colo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.