Bebeu cachaça, matou 14 e feriu 30, no RS

Quatorze pessoas morreram, 30 ficaram feridas - três ainda correm risco de vida - em um acidente entre uma carreta carregada de madeira e um ônibus da viação Ouro e Prata, nesta segunda-feira à noite. A perícia ainda não confirmou se o choque entre os veículos foi frontal. O ônibus seguia de Porto Alegre para Bagé.O acidente ocorreu na BR-290, entre Butiá e Arroio dos Ratos, e teria sido provocado pelo motorista da carreta, Solon da Silva Sanvidot, de 42 anos.Apesar de a cabine do caminhão ter ficado completamente destruída, o motorista sobreviveu. Ainda nesta segunda à noite, Sanvidot foi preso em flagrante e confessou que havia bebido cachaça com Coca-Cola antes de pegar a estrada.Ele estava acompanhado de outro homem, Alfredo da Silva, que também sobreviveu. Nesta terça, o motorista foi encaminhado ao Presídio de São Jerônimo.O motorista do ônibus, Elton Gomes Teixeira, de 51 anos, morreu no local. Os corpos da maioria das vítimas fatais ficaram mutilados e foram identificados nesta terça-feira pelos familiares no Departamento Médico Legal. Dos 14 mortos, 12 são de Bagé.Dos 30 feridos no acidente, sete ainda se encontravam internados até a tarde desta segunda. O choque entre o caminhão e o ônibus, que havia saído às 18 horas da capital gaúcha, jogou os dois veículos para fora da estrada.As toras de madeira teriam se soltado, atingindo o ônibus e se espalhado pela asfalto, provocando uma seqüência de acidentes.Três veículos que pararam por causa das toras foram atingidos por um segundo caminhão que trafegava em sentido contrário e não conseguiu parar a tempo.Um terceiro caminhão também bateu contra uma árvore ao tentar se desviar das toras no acostamento. Por sorte, nenhuma das pessoas desses veículos morreu.

Agencia Estado,

15 de maio de 2001 | 22h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.