Beira-Mar nega participação na chacina em Bangu 1

O juiz Carlos Eduardo de Carvalho Figueiredo, da 1ª Vara Criminal de Bangu, esteve nesta quinta-feira no Batalhão de Choque da Polícia Militar, no centro do Rio, para ouvir os depoimentos dos presos acusados de participarem da chacina ocorrida no presídio Bangu 1. Em 11 de setembro, quatro traficantes foram assassinados na unidade, entre eles Ernaldo Pinto de Medeiros, o Uê.Dois dos criminosos, cujos nomes não foram divulgados, assumiram a responsabilidade pelas mortes. Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, negou qualquer participação. Os outros acusados são Márcio Nepomuceno, o Marcinho VP, Renato de Paula, o Ratinho, Marco Antônio Pereira da Silva, o Mighty Thor, Márcio Macedo, o Gigante, e Marcos Marinho dos Santos, o Chapolim.Dois inquéritos apuram o episódio: um para a chacina e outro para a depredação no presídio. No primeiro, há 25 pessoas denunciadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.