Beltrame quer demitir PMs que trabalhariam para Beira-Mar

Pelo menos oito policiais militares são suspeitos de fazer serviço de segurança para transporte de drogas

Daniele Carvalho, de O Estado de S. Paulo,

07 Fevereiro 2009 | 12h54

O secretário de Segurança Pública do Rio, José Mariano Beltrame, encaminhou documento ao Tribunal de Justiça do Rio recomendando a demissão de oito policiais militares. Os oficiais são suspeitos de fazer serviço de segurança para transporte de drogas pertencentes ao traficante Fernandinho Beira-Mar.   Os policias militares também teriam liberado suspeitos durante operações e participado de roubos a caixas-eletrônicos, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública do Rio. Há ainda a suspeita de que os oficiais tenham negociado uma redução de ações da PM na Cidade de Deus, zona oeste do Rio.   No grupo dos oficiais citados por Beltrame, estão um tenente-coronel, dois tenentes, um major e quatro capitães. As informações, confirmadas neste sábado, 7, pela Secretária de Segurança, são de que o documento foi enviado na semana passada ao TJ.   De acordo com a Constituição, um policial militar só pode perder sua patente caso seja considerado culpado pela Auditoria Militar. Como no Estado do Rio não há a figura desta segunda instância, os julgamentos são feitos pela Seção Criminal do TJ.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.