Beltrame vai ao velório de garoto morto em assalto no Rio

O secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, e o comandante geral da Polícia Militar, Ubiratan Ângelo de Oliveira, chegaram por volta das 15 horas desta quinta-feira, 8, ao velório do menino João Hélio Fernandes, que morreu na noite de quarta ao ser arrastado por sete quilômetros por homens que roubaram o carro de sua mãe. A família está muito abalada e evitou falar com a imprensa. A entrada na capela, onde o corpo está sendo velado,é restrita. O enterro será realizado no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, na zona oeste da cidade. O crime ocorreu na noite de quarta-feira. O menino estava no banco de trás do carro da mãe, Rosa Cristina Fernandes, de 41 anos, na zona norte do Rio, quando bandidos roubaram o veículo. A mãe abriu a porta traseira para tirar o garoto, mas João Hélio ficou preso pelo cinto, do lado de fora do carro. Os criminosos arrancaram, a porta do veículo fechou e o menino foi levado pendurado pelo abdome. Eles percorreram quatro bairros - Oswaldo Cruz, Campinho, Cascadura e Madureira.

Agencia Estado,

08 Fevereiro 2007 | 15h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.