Bem avaliada, Dilma vai ao teatro, elogia peça, mas ignora mensalão

No dia em que relatório da PF foi divulgado, presidente aproveita alta popularidade para sair à noite sem carro oficial

Mariângela Gallucci / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

04 Abril 2011 | 00h00

Perto de completar 100 dias na Presidência e descontraída com os resultados das últimas pesquisas, a presidente Dilma Rousseff surpreendeu na noite de sábado ao aparecer no meio da plateia de um espetáculo de teatro em Brasília.

De forma discreta, com poucos seguranças e sem carro oficial, Dilma esteve no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) para ver o monólogo A Lua Vem da Ásia, estrelado pelo ator Chico Diaz e baseado em livro do escritor Walter Campos de Carvalho.

"Vocês deveriam ver essa peça", recomendou Dilma a frequentadores do CCBB e à reportagem do Estado, ao deixar o local. Indagada sobre as conclusões do relatório da Polícia Federal, que confirmou a existência do esquema do mensalão no governo Lula, Dilma ignorou a pergunta e voltou a elogiar a peça. O relatório da PF foi revelado pela revista Época no fim de semana.

Dilma esteve no CCBB com o governador da Bahia, Jaques Wagner, e a primeira-dama Fátima Mendonça, amiga de Chico Diaz.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.