Benedita pede apoio de Malan para enfrentar déficit

A governadora do Rio de Janeiro, Benedita da Silva, pediu apoio do ministro da Fazenda, Pedro Malan, para o Estado enfrentar as dificuldades nas suas finanças. Segundo Benedita, o ex-governador Anthony Garotinho um déficit de R$ 1,4 bilhão nas suas contas. Benedita disse que esse déficit é referente a compromissos assumidos pelo governo anterior que o Estado não tem condições de pagar. A governadora afirmou que o governo estudual só tem "fôlego" para cumprir a folha de pagamento com pessoal até maio. "Precisamos ter recursos que nos dê fôlego, porque senão teremos problemas com a folha de pagamento e com paralisação de obras", afirmou a governadora, após um demorado encontro com o ministro Pedro Malan. Benedita informou ao ministro que já promoveu um contigenciamento de 30% das despesas com custeio, que permitiram uma folga de R$ 730 milhões. Foi com essa folga, disse ela, que o Estado está honrando os compromissos de abril. Segundo a governadora, o ministro se mostrou preocupado com a situação e prometeu dar o mesmo tratamento dispensado ao governo anterior. Benedita pediu o apoio do ministro para a liberação de um empréstimo de R$ 223 milhões destinado à conclusão das obras do metrô do Rio de Janeiro. A governadora quer também uma liberação mais rápida do governo federal dos recursos de royalties de petróleo.

Agencia Estado,

25 de abril de 2002 | 19h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.