Benedita volta a defender sistema penitenciário federal

A ministra da Assistência e Promoção Social Benedita da Silva, ex-governadora do Rio de Janeiro voltou a defender acriação de um sistema penitenciário federal, diferenciado, para receber os chefes do crime organizado como o carioca Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, apontado como o mentor da última onda de atentados do tráfico nacapital carioca. ?O governo federal deve ter a responsabilidade de, em certos casos, fazer a transferência de presos, colocando-o num local seguro, isolado?, disse nesta terça-feira em Salvador após participar do lançamento de uma campanha contra a prostituição infantil ?Uma pessoa como Fernandinho Beira-Mar, que tem conexões internacionais, deixa de ser aquele que você pode dar combate no seu estado ou município?, comentou. Benedita disse que o governo federal já se colocou, através do Ministério da Justiça, à disposição do governo do Rio para ajudar a combater o crime organizado e defendeu um combate estratégico, ?com inteligência, treinamento, integração entre todos os níveis de governos e açãosocial nas comunidades carentes?, disse, ponderando que nesse campo não há ?solução milagrosa?. Segundo ela, ?o que não se pode é recuar?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.