Berzoini presta depoimento na próxima terça-feira

O ex-presidente do PT Ricardo Berzoini presta depoimento na próxima terça-feira, 17, na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Brasília. Inicialmente, o depoimento estava marcado para esta sexta-feira, 13, mas a assessoria de imprensa da PF em Cuiabá, onde as investigações estão sediadas, informou à Agência Brasil que a data foi remarcada para a próxima semana. A PF também confirmou à Agência Brasil que Abel Pereira, acusado de intermediar licitações quando Barjas Negri era Ministro da Saúde, será ouvido em outro momento, mas não confirmou a nova data de seu depoimento.Berzoini será ouvido pelo delegado Diógenes Curado Filho, responsável pelas investigações sobre a venda de dossiê contra políticos do PSDB. Por ser parlamentar, ele tem direito a foro privilegiado e será convidado a prestar esclarecimentos - e não intimado - sobre a compra do dossiê. Suspeita de envolvimentoRicardo Berzoini foi citado em depoimento à PF por Jorge Lorenzetti, ex-chefe de Informações e Inteligência da campanha à reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo o depoimento, Berzoini sabia que Lorenzetti iria se encontrar com jornalistas para conversar sobre uma pauta de interesse do partido, mas o ex-presidente do PT não sabia qual era o assunto e nem que as negociações envolviam dinheiro. Berzoini se afastou da presidência do partido e da coordenação da campanha de Lula após as acusações e se colocou à disposição da PF para prestar esclarecimentos.LicitaçõesPereira é acusado de intermediar licitações do Ministério da Saúde na época em que Barjas Negri era ministro, no governo de Fernando Henrique Cardoso. As licitações para compra de ambulâncias faziam parte de um esquema de superfaturamento e desvio de dinheiro público, desmontado pela polícia na Operação Sanguessuga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.