Bilhetes de loteria terão fotos de desaparecidos

A Caixa Econômica Federal (CEF) lançou hoje a segunda etapa de sua campanha em favor da localização de crianças e jovens desaparecidos no País, realizada em parceira com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. A partir da extração da Loteria Federal do próximo dia 1º de fevereiro, a CEF vai imprimir a fotografia, o nome e a data de desaparecimento de dez pessoas cadastradas na Rede Nacional de Identificação e Localização de Crianças e Adolescentes Desaparecidos (ReDESAP). A cada mês, essa lista será renovada.De acordo com a CEF, o objetivo será promover um esforço coletivo, em todo o território nacional, para a busca e a localização desses jovens. Estima-se que, atualmente, cerca de 40 mil crianças e adolescentes desaparecem no País todos os anos. A maioria dos casos é solucionada nas primeiras 48 horas. Mas, entre 10% e 15% das pessoas permanecem desaparecidas por um longo período. Alguns jamais são reencontrados. Com a iniciativa, a CEF espera que, em um período de 12 meses, 27 milhões de bilhetes serão emitidos nas nove mil casas lotéricas do País.Todos os bilhetes trarão as fotos dos desaparecidos, bem como os contatos para informar a identificação, que são o telefone 0800-990500 e o site www.desaparecidos.mj.gov.br.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.