Bimotor cai na região norte de Belo Horizonte

Três pessoas ficaram feridas, uma delas em estado grave, durante o pouso forçado de um avião bimotor, por volta das 15h desta quarta-feira, em um lote vago no Bairro Guarani, região norte de Belo Horizonte. O avião, um Seneca II, prefixo PT-RQE, desceu no lote e chocou-se com um barranco, a cerca de dez metros de uma área residencial.Seis viaturas do Corpo de Bombeiros e um helicóptero da corporação atenderam as vítimas - o piloto Alberto Balabran, o engenheiro Gonçalo Strada e um segundo passageiro identificado apenas como Rômulo, até o final da tarde.O piloto, internado com os outros dois no Pronto Socorro do Hospital João XXIII, no centro da capital, para onde foi levado de helicóptero, sofreu fraturas graves, de acordo com os bombeiros. As outras vítimas teriam sofrido escoriações.O superintendente do Aeroporto da Pampulha, também na zona norte, Mário Jorge de Oliveira, disse que a aeronave caiu dois minutos depois de decolar. Segundo Oliveira, houve um contato entre um ocupante do avião e a torre do aeroporto, reportando um problema mecânico não identificado, e depois o rádio ficou mudo.O Seneca II, bastante danificado, era de propriedade particular e estaria deixando Belo Horizonte com destino a Campos, no Rio de Janeiro. Uma equipe do Departamento de Aviação Civil (DAC) iniciou ainda na tarde desta quarta-feira as investigações sobre o acidente. O laudo deve ser divulgado em 30 dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.