Biscaia diz que dossiê não incrimina Serra e critica PT

O presidente da CPI dos Sanguessugas, deputado Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ) afirmou na manhã desta terça-feira que no dossiê que seria comprado por petistas para comprometer candidatos tucanos não há nada que incrimine o ex-ministro da Saúde e governador eleito de São Paulo, José Serra."Na minha opinião, no dossiê não há nada que possa chegar ao ex-ministro José Serra", afirmou Biscaia, que levou de Cuiabá (MT) a Brasília o último depoimento dado por Luiz Antonio Vedoin (dono da Planam , principal empresa da máfia das ambulâncias) ao Ministério Público do Estado. Biscaia disse que o juiz do caso lhe garantiu que Vedoin não possui nenhum novo documento que aponte o envolvimento de pessoas com a máfia das ambulâncias.O presidente da CPI lamentou ainda que o PT não tenha tomado nenhum tipo de atitude contra integrantes do partido, envolvidos no escândalo. "Espero que o PT não só procure apurar internamente, como afastar do partido aqueles que têm se desviado da conduta. Mas parece que essa não é a postura. Lamentavelmente, não percebo, desde outros escândalos, algum tipo de correção interna", afirmou Biscaia.Ainda na tarde desta terça-feira, às 15 horas, a CPI tentaria se reunir pela terceira semana consecutiva, para votar mais de 200 requerimentos que estão à espera de análise, desde o início da campanha eleitoral. "Vou aguardar o quórum pacientemente", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.