Bispo critica Marta Suplicy por ter ido à parada gay

No artigo que distribuiu semanalmente à imprensa, o bispo da Diocesede Jundiaí, d. Amaury Castanho, atacou a prefeita de São Paulo,Marta Suplicy, chamando-a de ?desastrada e permissiva?. Segundo obispo, ela foi à Parada Gay ?levando a tirocolo o seu amante?.O objetivo do texto é analisar as perspectivas da Igreja Católica noBrasil. Segundo d. Amaury, ligado à ala conservadora do episcopado,trata-se de ?um futuro muito incerto?, quando se considera que ?ocasamento se torna descartável e a família entra em aceleradadesagregação.?Declarando-se angustiado, ele afirma que as leis brasileiras vêmpassando ?por cima de valores mais que sagrados?, numa escala tãogrande que ?já não podemos considerar-nos uma nação cristã.? Cita como exemplos a despenalização do aborto em casos de estupro e risco de vida para mãe, que consta do Código Penal desde a década de 40; a lei do divórcio, aprovada em 1977, quando o Brasil era presidido por Ernesto Geisel ? ?luterano, primeiro não-católico dos nossos chefes de Estado?; e, em tempos mais recentes, o Estatuto do Concubinato e o novo Código Civil.?Acabaram concedendo aos concubinos e formas alternativas defamílias, os mesmos direitos que o direito natural e que as leisconferem aos legítimos e verdadeiros esposos?, lamenta. As perspectivas, na opinião do bispo, são ruins: ?Parece avassaladoraa onda de homossexualismo. A multidão de homossexuais e lésbicas está mais que bem organizada.?É neste ponto do artigo, quando se refere à Parada Gay, do dia 26 dejunho, que ela se refere à prefeita: ?A parada reuniu reuniu 800 milgays, prestigiados pela Prefeita Marta Suplicy a tiracolo com seuamante e o Presidente do Partido dos Trabalhadores, José Genoíno. A última declaração da simpática, embora desastrada e permissiva Prefeita foi que o seu Projeto em favor do casamento de gays está ultrapassado pelos fatos!? Ele encerra fazendo perguntas: ?Onde vamos parar? Que Brasil terão diante de si as nossas crianças de hoje? Que futuro têm no Brasil o casamento e a família, alicerces de uma sociedade que se preze??

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.