Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Blitz de rotina desarticulou os desvios

A prisão de Aparecida Maria da Silva e a apreensão da munição que ela carregava, durante fiscalização de rotina da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Via Dutra, no dia 29 de julho, culminou na desarticulação do abastecimento do Comando Vermelho com cartuchos e balas da Polícia Militar de São Paulo.

, O Estadao de S.Paulo

04 de setembro de 2009 | 00h00

A apreensão contou com a participação do Grupo de Operação com Cães da PRF. Na ocasião, o chefe do grupo, o policial federal Ricardo Mariano, já informara que a munição seguia para facções do Rio. "Muito provavelmente a munição seria levada para a Favela da Rocinha, porque ela (Aparecida) mora lá", disse, na ocasião.

Os policiais estranharam o peso da mala de Aparecida e abriram a bagagem. Ela afirmou que entregaria os cartuchos a um desconhecido na rodoviária do Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.