Blitz em danceterias acha cocaína, ecstasy e arma

Dez meninos em idades de 13 a 16 anos, embriagados; 196 pontas queimadas de cigarros de maconha, 15 pastilhas de ecstasy e 15 papelotes de cocaína recolhidos pelo chão; uma arma de calibre 38, apreendida (sem registro e porte), foi o resultado de mais uma ação do Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc), da Polícia Civil de São Paulo, em danceterias de Vila Olímpia, na zona sul da capital. Estiveram presentes ao trabalho de busca de drogas e verificação da situação de segurança das casas, o Corpo de Bombeiros e policiais militares do Batalhão da Zona Sul. O diretor do Denarc, o delegado Ivaney Cayres de Souza, declarou que os meninos encontrados embriagados foram levados ao Departamento de Narcóticos e entregues aos pais. Segundo o delegado, "muitos dos pais ignoravam que seus filhos ingerissem bebida alcoólica e ficaram surpresos com a detenção, mas ao mesmo tempo agradecidos por terem sido alertados", explicou o policial. Ele disse, ainda, que esse tipo de trabalho vai continuar nas danceterias de toda a capital, com o objetivo de prevenir o tráfico de drogas, a venda de bebidas alcoólicas a menores de idade, e também para fazer com que as casas tenham segurança para seus freqüentadores.

Agencia Estado,

29 Junho 2003 | 20h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.