Blitz na 25 de Março registra cinco mil apreensões

No primeiro balanço da blitz realizada esta manhã na região da Rua 25 de março, no centro de São Paulo, pela Subprefeitura da Sé, em parceira com a Guarda Municipal Metropolitana e a Secretaria Estadual da Fazenda, foram registradas mais de cinco mil apreensões de produtos como brinquedos, meias e CDs piratas. A maior parte da mercadoria foi encontrada em um prédio de três andares na Rua da Cantareira, 411. No local também foi apreendido um computador que era usado para fabricar CDs e DVDs falsos. O objetivo da operação era localizar e fechar armazéns e prédios utilizados como depósitos de mercadorias contrabandeadas. Desta vez, os fiscais puderam vistoriar vans e Kombis que ficam estacionadas nas proximidades da 25 de Março e que também servem como depósitos para os ambulantes. Até o início da tarde, seis veículos com mercadorias ilegais foram apreendidos e outros quatro foram recolhidos por falta de documentação.No final do dia a subprefeitura deverá divulgar o balanço completo da blitz. A operação deve continuar até o final desta semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.