Blitz policial lota 70 veículos com mercadoria irregular em SP

Setenta agentes da Divisão de Investigações Gerais (DIG) do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic), da Polícia Civil, desde às 2h30 da madrugada desta sexta-feira, com o auxílio de 39 fiscais da Subprefeitura da Mooca e 15 guardas municipais, fazem uma blitz na Rua Oriente e imediações, no Brás, região central da cidade de São Paulo. O objetivo da operação é apreender produtos piratas, falsificados e contrabandeados. O alvo dos policiais é a tradicional ´feirinha da madrugada´, montada irregularmente. Boa parte da clientela é formada por comerciantes, muitos vindos de outras cidades e até de outros Estados, atrás de produtos mais baratos. Até às 5 horas, segundo o delegado Edson Soares, mais de 70 veículos haviam sido lotados com vários tipos de mercadorias, a maioria roupas e uma imensa quantidade de esmaltes, aparentemente tudo é irregular. A partir das 6h30, o material apreendido estará na sede do Deic, na zona norte da cidade. Segundo a polícia, os donos das mercadoria só poderão retirá-las após apresentarem nota fiscal, ou então depois que as notas já recolhidas passarem por uma avaliação.

Agencia Estado,

03 Fevereiro 2006 | 05h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.