Blitze também vão avaliar saúde dos garçons

Nas blitze caça-fumaça, fiscais da Vigilância Sanitária também vão avaliar a saúde dos garçons. Durante um ano, eles serão analisados para atestar o quanto a restrição ao fumo melhorou sua saúde. "É para avaliar o resultado da restrição", diz a diretora do Centro Estadual de Vigilância Sanitária, Maria Cristina Megide. A proposta é embasada em pesquisas internacionais, que já alertaram para a maior incidência de doenças cardíacas e cerebrais em trabalhadores que tendem a ser fumantes passivos. Os garçons serão monitorados por um aparelho que mede o nível de monóxido de carbono no corpo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.