ROBSON VENTURA/ESTADAO,/Estadão
ROBSON VENTURA/ESTADAO,/Estadão

AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Bloco Agrada Gregos inicia folia na Marquês de São Vicente

Cantora Ludmillah Anjos abriu a festa com interpretação de 'O canto da cidade', de Daniela Mercury

Leonardo Zvarick, O Estado de S.Paulo

02 de março de 2019 | 16h27

SÃO PAULO - Na Avenida Marquês de São Vicente, o bloco Agrada Gregos começou pontualmente às 14h. Com voz potente, a cantora Ludmillah Anjos deu início à festa com interpretação de 'O canto da cidade', de Daniela Mercury.

É o primeiro ano em que a avenida faz parte do circuito de blocos de rua de SP. O local foi escolhido como alternativa à Avenida 23 de Maio.

A apresentação, conduzida por Ludmillah, foi repleta de participações. Por volta das 15h40, subiu ao palco a rainha do bloco, Gretchen, ovacionada pelo público.

De cima do trio, era possível ver a rua sendo tomada rapidamente pelos foliões, fantasiados de deuses gregos, gladiadores e cinturões, entre outros. É a quarta edição do Agrada Gregos e a organização estima público de 300 mil pessoas.

O tom do desfile, desde o início,  é de respeito à diversidade. É isso o que tem de mais atrativo no carnaval paulista para o carioca Bruno Junqueira, de 26 anos. "É difícil ver blocos tão diversificado assim lá no Rio. Ou é bloco gay, ou é bloco hétero. Aqui todo mundo se diverte junto". É o segundo ano consecutivo  que ele vem passar a época em SP.

Alguns foliões começaram a se dispersar por volta das 17h30, quando começou uma leve garoa. Poucos minutos depois, a chuva se intensificou, encerrando a festa pra maioria dos que estavam presentes.

Os shows ao vivo já haviam acabado, mas a música devia durar até às 19h, de acordo com a produção do evento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.