Tasso Marcelo/AE
Tasso Marcelo/AE

Blocos de rua do Rio prometem inovações neste carnaval

Patrimônio cultural da cidade, Bafo de Onça terá mulheres na bateria; Cacique de Ramos guarda segredos

Pedro Dantas, O Estado de S. Paulo

03 de fevereiro de 2010 | 14h11

RIO - Carnaval de rua sem o sol escaldante ou superlotação, mas com muito samba de raiz. Trata-se do desfile dos blocos de embalo no carnaval da Avenida Rio Branco, no centro do Rio. Neste ano, os tradicionais rivais Cacique de Ramos e Bafo da Onça prometem inovações.

 

Veja também:

linkMúsicas de blocos do Rio fazem piada com notícias do ano

 

O Cacique de Ramos, como diz a letra do seu hino informal, só para na quarta-feira - e todos os dias de carnaval fechará os desfiles dos blocos no centro. A concentração começará às 18 horas, na esquina das Avenidas Rio Branco com Presidente Vargas. A fantasia poderá ser adquirida na hora, por preços entre R$ 25 e R$ 45.

 

Além das tradicionais fogueiras acesas por componentes fantasiados de índios, o presidente da agremiação, Ubirajara Feliz do Nascimento, o Bira, de 72 anos, promete uma surpresa no desfile deste ano. "Este desfile será especial. O Cacique foi tombado como patrimônio cultural do Rio e no ano que vem completaremos 50 anos", contou Bira.

 

Integrante do Grupo Fundo de Quintal, ele é um dos talentos revelados no Cacique, como Zeca Pagodinho, Beth Carvalho, Almir Guineto, Jovelina Pérola Negra, Jorge Aragão e toda uma constelação de sambistas. O ritmo na sede da agremiação já está frenético. A rainha do Cacique 2010 será eleita no domingo. O posto já foi ocupado por Marina Montini, musa do pintor Di Cavalcanti.

 

O Bafo da Onça - cujo nome remete ao hálito dos fundadores após várias doses de cachaça -, pela primeira vez, contará com uma ala de 80 ritmistas mulheres. "A maioria delas, mulatas, obviamente. Em matéria de mulher bonita, ninguém encosta no Bafo. Não é à toa que Sargentelli, o mais famoso mulatólogo do País, frequentava nossos ensaios para se divertir e contratar as sambistas para os seus shows", provocou o presidente da agremiação, Roberto Saldanha, o Capilé, de 75 anos, há 39 anos à frente do Bafo.

 

A agremiação desfilará no domingo de carnaval, por volta das 19 horas. A concentração será na Candelária. As brigas com os rivais do Cacique de Ramos ficaram no passado. Ao se unirem neste ano, conquistaram a promessa do prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), de mais banheiros químicos, melhor iluminação e ambulâncias para os foliões da Rio Branco.

Tudo o que sabemos sobre:
carnaval 2010Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.