Blocos do Rio aderem à campanha contra exploração sexual

Os blocos carnavalescos do Rio de Janeiro vão aderir à campanha nacional de prevenção à exploração sexual de crianças e adolescentes. Nas apresentações pelas ruas da cidade, os integrantes pretendem distribuir entre os turistas e a população local folhetos educativos para alertar e coibir a prática desse tipo de crime. Com o slogan Unidos Contra a Exploração de Crianças e Adolescentes - Entre para Este Bloco, a campanha foi lançada na terça-feira, em Recife, pelo ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia, e pelo secretário Especial de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi.Segundo o presidente do Sindicato dos Hotéis, Bares e Restaurantes do Rio de Janeiro (SindRio), Alexandre Sampaio, os empresários do setor já estão distribuindo os panfletos aos funcionários e a clientes dos estabelecimentos. "É importante que estejamos alerta e que essa mensagem seja difundida não só para turistas, mas também àqueles que atendem a essa população, para que não intermediem qualquer aproximação de crianças com esse tipo de turista", disse. Em entrevista ontem ao programa Redação Nacional, da Rádio Nacional, ele informou ainda que bares e restaurantes localizados no interior e no entorno do Sambódromo também vão participar da campanha, durante os desfiles das escolas de samba.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.