Isabela Palhares/Estadão
Isabela Palhares/Estadão

Blocos que saíram do Largo da Batata desfilam em outra região de Pinheiros

Foliões e ambulantes disseram ter aprovado a mudança de trajeto

Isabela Palhares, O Estado de S.Paulo

04 de março de 2019 | 17h12

Mesmo após a alteração de trajeto pela prefeitura de São Paulo, os blocos Me lembra que eu Vou e Não Serve Mestre levaram centenas de pessoas para a folia do carnaval. Os blocos iriam passar pelo Largo da Batata, na região da zona oeste, mas a administração municipal mudou o caminho dos blocos após registro de diversas ocorrências de violência no local

Os foliões e ambulantes disseram ter aprovado a mudança. "Eu queria vir no bloco, mas estava com medo da passagem pelo Largo do Batata. Muitos conhecidos foram roubados e furtados por ali", disse a publicitária Amanda Lobeto, de 25 anos.

José Antonio pires, de 52 anos, trabalha há 3 anos vendendo bebidas no Carnaval  São Paulo e também ficou contente com a mudança de trajeto. "Eu não vou para o Largo da Batata porque sei que ali é perigoso. Todo ano tem muita briga, roubo e confusão com a polícia. Prefiro ir para outros lugares", disse.

Os blocos Não serve Mestre e Me Lembra que eu Vou, marcados para esta segunda, tiveram a concentração alterada para a rua Henrique Schaumann, na altura da rua Teodoro Sampaio. Já o Bloco da Latinha Mix, que desfila nesta terça-feira, terá concentração na avenida Pedro Álvares Cabral. 

Alexandre Modonezi, secretário das subprefeituras, disse que desde o pré-carnaval a prefeitura tem acompanhado a situação no Largo da Batata. Segundo ele, para "minimizar os problemas", a prefeitura decidiu retirar os blocos do local. Ele disse que ainda não foi decidido se haverá alteração nos trajetos dos blocos do pós-carnaval que estão marcados para passar no Largo.

"O problema são os rolezinhos, pessoas que ficam no local independentemente de existir um bloco. Fizemos essa alteração para manter a tradição do carnaval na cidade, manter a segurança de todos. E conseguimos", disse em cima do trio Se Me Lembrar Eu Vou.

Segundo ele, em menos de 24 horas, a prefeitura conseguiu remanejar toda a estrutura necessária. Foram removidos os banheiros químicos do Largo da Batata e colocados na avenida Henrique schaumann. Os foliões foram comunicados e o esquema de trânsito na região foi alterado.

Desde o pré-carnaval, a grande concentração de pessoas que permaneciam no local mesmo depois do encerramento dos blocos tem gerado confusão. Nos últimos dois sábados, a Polícia Militar usou bombas para dispersar os foliões. 

Na tarde deste domingo, 3, houve confusão novamente. A polícia fez cordões de isolamento para evitar arrastões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.