Blogueira vê ''treinamento cívico'' em Cuba via internet

Durante mensagem de agradecimento pelo prêmio Liberdade de Imprensa que lhe foi conferido pelos organizadores da 24.ª edição do Fórum da Liberdade, a blogueira Yoani Sánchez, colunista do Estado, afirmou ontem que "a internet está se convertendo em Cuba num campo de treinamento cívico".

Elder Ogliari / PORTO ALEGRE, O Estado de S.Paulo

12 Abril 2011 | 00h00

"Estamos tirando a máscara, mostrando o verdadeiro rosto do totalitarismo e ensinando ao nosso concidadão que comportar-se como um homem livre tem seu preço, tem seus riscos, mas tem uma infinita quantidade de gratificações", ressaltou.

Apesar de agraciada com o prêmio, Yoani participa do Fórum da Liberdade apenas virtualmente. Sabendo das negativas que ela recebeu do governo cubano em diversas tentativas de viajar para fora do país, o Instituto de Estudos Empresariais (IEE) enviou cinco representantes a Havana, em janeiro, para entregar o troféu. A blogueira gravou depoimentos expondo suas dificuldades para acessar a internet e suas análises sobre o cotidiano cubano, que os organizadores colocaram no site do IEE, e a mensagem de agradecimento, que exibiram na abertura do evento que, neste ano, debate a liberdade na era digital.

Desde 2007, quando abriu seu blog Generación Y, Yoani passou a ser vista pela imprensa internacional como uma espécie de porta-voz dos cubanos inconformados com o regime comunista e residentes na ilha. Sem poder ter acesso à internet em casa, ela vai semanalmente a hotéis de Havana, de onde envia seus textos a pessoas que se dispõem a postá-lo em seu blog no exterior. As análises já são traduzidas espontaneamente para 22 línguas, por simpatizantes.

A blogueira costuma comparar o regime cubano às casas do bairro Habana Vieja. "Você para na frente delas e considera um milagre que estejam de pé; no entanto, um dia, alguém tira um parafuso de uma porta e a casa cai", acredita. "Evidentemente estamos à beira de uma transformação importante na nossa sociedade." O Fórum da Liberdade se encerra hoje.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.