Blumenau quer dar desconto no IPTU às vítimas das chuvas

Cerca de 1,7 mil imóveis já foram cadastrados para receber o benefício; prefeitura deve arrecadar R$ 37 mi

Agência Brasil,

07 de janeiro de 2009 | 11h21

Diante da perspectiva de distribuição dos carnês do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) a partir da segunda quinzena de janeiro, a prefeitura de Blumenau divulgou que vai analisar casos de pessoas atingidas por deslizamentos de terra na cidade durante o período de enchentes para a concessão de descontos. De acordo com o comunicado, 1,7 mil imóveis já foram cadastrados nessa situação, e os casos serão analisados individualmente.   Veja também: Chuva dá trégua em SC, mas previsão é de temporais na sexta Todas as notícias sobre vítimas das chuvas       A Secretaria de Fazenda do município espera entregar até o final de janeiro mais de 95 mil carnês do IPTU de 2009. Caso o contribuinte não receba o documento em casa, ele deve buscar orientação na central de atendimento do órgão, a partir do dia 2 de fevereiro, situada na Rua 15 de novembro, n.º 44, das 8h às 17h30.   A atualização do IPTU de 2009 foi de 7,2% pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). A expectativa da prefeitura, segundo a nota, é de arrecadar cerca de R$ 37 milhões.   Quem optar por quitar o pagamento à vista, de acordo com a prefeitura, terá desconto de 8% mas deve providenciar o pagamento até o dia 13 de fevereiro. Nessa mesma data será feita a quitação da primeira parcela para quem preferir pelo parcelamento em até 11 vezes. O contribuinte pode efetuar o pagamento à vista também até o dia 13 de março, com desconto de 5%.   Itajaí   Em Itajaí - uma das cidades mais atingidas pela chuva no Estado - a informou que os problemas considerados mais urgentes, provocados pelas enchentes e pelos deslizamentos de terra, deverão ser resolvidos em até duas semanas.   De acordo com o comunicado da prefeitura, a Usina de Asfalto de Itajaí está produzindo 20 toneladas de asfalto por dia para dar conta do serviço de tapa-buraco - um aumento de 220% em relação à atividade normal.   Oito equipes de drenagem da Secretaria de Obras da cidade, segundo o governo municipal, retiram águas das ruas que ficaram danificadas pela grande quantidade de chuva.   De acordo com a nota, cerca de 150 homens participaram dos dois primeiros dias de obras. Eles limparam mais de 100 bocas de lobo, além de recapear e refazer calçadas de ruas atingidas pelas enchentes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.