Bola é ouvido pela Justiça por envolvimento na morte de carcereiro em Minas

Ele deve depor na audiência de instrução e julgamento no Tribunal do Júri de Contagem

Priscila Trindade, estadão.com.br

13 Julho 2011 | 14h17

O ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, conhecido como Bola, participa hoje de uma audiência de instrução e julgamento no Tribunal do Júri de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, por suspeita de envolvimento na morte de um carcereiro em Contagem. O crime ocorreu em maio de 2000.

 

Bola também é um dos réus no processo sobre o suposto sequestro e assassinato da modelo Eliza Samudio, ex-namorada do goleiro Bruno Fernandes de Souza, e irá a júri popular por esse caso. Ele está preso há um ano. De acordo com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG), uma testemunha foi ouvida hoje cedo. Às 13h30, a sessão foi suspensa para almoço.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.