Reuters
Reuters

Bolivianos começam a se preparar para chegada do papa

Bispo de El Alto, dom Eugenio Scarpellini, informou que visita será em julho, 'provavelmente depois da primeira etapa, o Paraguai'

Agências internacionais

26 de fevereiro de 2015 | 21h46

LA PAZ - O bispo de El Alto, dom Eugenio Scarpellini, secretário da Conferência Episcopal, informou nesta quinta-feira, 26, que a Igreja na Bolívia deu início à preparação da visita do papa Francisco, prevista para julho, "provavelmente depois da primeira etapa, o Paraguai". 

A cinco meses da visita, dom Scarpellini afirmou que são duas as tarefas principais: a coordenação das comunidades paroquiais e a elaboração de material para a catequese preparatória, que inclui informações sobre Francisco, sua pessoa e sua missão. 

"Concretamente, se trata de dar relevância ao magistério do pontífice. O material será dividido em três conteúdos específicos: a figura bíblica de Pedro e de seu sucessor, a Igreja como espaço onde se faz presente o reino de Deus e, enfim, textos específicos para crianças, jovens, famílias e educadores. Provavelmente, as primeiras cópias destes subsídios serão distribuídas em duas ou três semanas", disse. 


O secretário do Episcopado declarou também que "é palpável uma grande alegria pela visita do papa à Bolívia e, além de ser motivo de satisfação particular para a Igreja Católica, será também uma ocasião de forte espiritualidade e renovação".

"Ninguém se deve apropriar da figura do papa. Ele virá para visitar todos", concluiu dom Scarpellini, missionário italiano, nomeado bispo de El Alto por Francisco em 23 de julho de 2013. 

Tudo o que sabemos sobre:
Papa FranciscoIgreja Católica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.