Bomba causa lesões graves na mão de adolescente

O adolescente C.K.N., de 15 anos, sofreu lesões graves na mão direita quando uma bomba caseira, que estaria montando, explodiu por volta das 23 horas de sábado, na cozinha de sua casa, em Maringá, no norte do Paraná. O menino foi internado na Santa Casa de Misericórdia, onde passou por uma cirurgia, e hoje recuperava-se em um quarto. O hospital não confirmou, a pedido da família, mas as informações são de que o menino teria perdido todos os dedos da mão direita. O delegado Luiz Carlos Mânica disse que ainda não o ouviu.Segundo o delegado, alguém - que pode ser o próprio adolescente - teria comprado algumas bombas com menor poder de explosão e estaria manuseando-as para retirar a pólvora e fazer um artefato mais potente. "Alguma coisa aconteceu e a bomba acabou explodindo", disse. As informações são de que mais pessoas estavam com C.K.N. na cozinha de sua casa, onde houve a explosão, embora somente ele tivesse se ferido. Mânica afirmou que vai apurar quem vendeu a bomba e se a venda foi feita para adolescentes."Vou indiciar o proprietário do estabelecimento de acordo com o artigo 244 do Estatuto da Criança e do Adolescente", afirmou. O estatuto proíbe a venda de qualquer produto explosivo e determina como pena a detenção por seis meses a dois anos.

Agencia Estado,

08 de outubro de 2001 | 16h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.