Bomba em banco é desarmada em Santos

Uma bomba foi deixada hoje no banheiro feminino da agência do Banespa, no bairro do Gonzaga, em Santos, litoral paulista deixando os funcionários em pânico, com a possibilidade de uma explosão. Ninguém ficou ferido, mas as atividades bancárias só foram reiniciadas no começo da tarde, depois que o explosivo foi desativado e levado para a perícia, na capital.O artefato chegou a ser amarrado ao corpo do tesoureiro do banco, seqüestrado na noite de terça-feira por seis homens, que pretendiam levar todo o dinheiro do cofre do estabelecimento. De acordo com a polícia, a ação teve início no final do expediente bancário, quando além do tesoureiro, os marginais, divididos em dois grupos, seqüestraram ainda o vigia do banco, com objetivo de facilitar a entrada na agência hoje.Por volta das 8 horas, eles seguiram para o Banespa em dois veículos. O vigia ficou retido em um dos carros, com o grupo de assaltantes. O tesoureiro, que entrou primeiro no banco conseguiu livrar-se do explosivo, que foi deixado no banheiro feminino, ligando em seguida para a polícia. Ao notarem movimentação suspeita no entorno do estabelecimento, os assaltantes resolveram liberar o vigia e fugir.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.