Bomba explode ao lado de posto da PM na Marginal

Uma bomba de fabricação caseira, preparada com cerca de dois quilos de dinamite, explodiu no início da madrugada, ao lado da cabine do Policiamento de Trânsito, na Marginal do Tietê, junto à Ponte do Piqueri, na Lapa, Zona Oeste. Não houve vítimas, mas o deslocamento de ar provocou danos não só à cabine da PM, mas também a prédios do Conjunto Habitacional Primavera e a um trailer de venda de lanches, localizado a 50 metros.No momento da explosão, poucos minutos após a meia-noite, o cabo Walter era o único policial naquele posto do BPTran. Ele estava fornecendo informações a o profissional da Educação José Aparecido da Silva, de 44 anos. Ambos afirmam que viram clarão intenso e ouviram um ruído foi ensurdecedor.Ninguém se feriu, apesar de terem sido destruídos todos os vidros e danificada parte da parede do posto policial e também aproximadamente 20 vidraças dos edifícios Azaléia e Violeta. Segundo o encarregado da equipe do Gate, que esteve no local, o petardo, que estaria em um sacola deixada ao lado da cabine, além da dinamite continha parafusos. Eles foram lançados para todos os lados, numa velocidade média de 1000 metros por segundo, equivalente a três vezes a de um projétil disparado por um revólver de calibre 38. Foi instaurado inquérito no 7o. DP - Lapa, para apurar a autoria desse delito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.