Bombeiro morre ao tentar assaltar colega da PM

O soldado Márcio Rodrigues da Silva, de 29 anos, do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, morreu baleado, no final da noite de ontem, depois de ser baleado ao tentar assaltar o cabo Silvestre Onésio Moreira, 33, Grupamento de Policiamento do Complexo de Bangu, que estava à paisana, próximo à casa de espetáculos Via Show, na rodovia Presidente Dutra, em São João de Meriti. O bombeiro foi levado pelo cúmplice Ricardo Moura de Araújo, de 34 anos ao Hospital da Posse em Nova Iguaçu, onde morreu. Ricardo acabou preso por policiais do Grupamento Especial Tático Móvel (Getam). No mesmo hospital está internado com três tiros o polícial militar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.