Bombeiros continuam a busca de família

Equipes do Corpo de Bombeiros continuam a procurar o engenheiro João Carlos Rombaldi, 40 anos, e seus filhos João Paulo, 14, e Diogo Vicente, 12, que desapareceram desde a tarde de segunda-feira nas águas do Rio Iguaçu. O barco em que viajavam foi puxado pela forte correnteza e tragado pelo vertedouro da Usina de Salto Osório, a 490 quilômetros de Curitiba, no oeste do Paraná. O vertedouro tem uma queda de 40 metros.O engenheiro e os garotos tinham saído da prainha de Quedas do Iguaçu em direção à usina. De acordo com a Gerasul, que opera a usina, o barco ultrapassou a área de segurança. Próximo à barragem, o motor parou de funcionar, e o barco foi arrastado pela correnteza. Rombaldi ainda jogou uma corda para o vigia, mas ela arrebentou em razão da força das águas. Os bombeiros encontraram apenas destroços do barco e de coletes salva-vidas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.